Postagem atrasada do dia: 17 (EM BREVE DO DIA 16 E 18)

DIA 17 (DOMINGO):

Ontem na Cúpula, tiveram diversas coisas interessantes ocorrendo ao mesmo tempo a começar pela área da Cúpula, que estava repleta de índios de várias tribos, como por exemplo a dos Potiguaras. Havia exposições com objetos indígenas para venda, índios “tatuando” com genipapo, palestras, entre outras coisas rolando.. Além da presença de muitos índios caminhando pelo Aterro, um grupo de Cordel se apresentou e, logo depois, um grupo que tocava música indiana(ambos bem animados e legais).

Outro ponto que não posso deixar de destacar é a exposição chamada “Projeto Paisagem” do Vik Muniz, artista plástico que busca sempre ousar na forma de fazer arte, utilizando materiais inusitados para produção de suas obras; como foi o caso dessa exposição em que os visitantes podiam levar materiais recicláveis para compor a sua grande obra (pão de açúcar e vista panorâmica), sendo que em dias alternados Vik comparecerá para auxiliar os visitantes. Foi por meio do filme “Lixo Extraordinário” que seu trabalho ganhou grande repercussão. O folheto que recebemos na entrada, descreve este projeto como um alerta sobre o impacto do lixo no meio ambiente e um símbolo de que cada um pode fazer a sua parte.

Mudando de assunto…sobre aqueles tópicos que eu listei na primeira postagem, no primeiro dia de Cúpula mostrei minha insatisfação com a organização do evento paralelo, que é a Cúpula dos Povos, por pior que esteja sendo a organização, as  atividades autogestionadas que estão tendo; estão valendo MUITO a pena!

Por enquanto é isso!

Beijos,
Clara

PS: Seguem as fotos deste dia:

Índios Potiguara descansando

Índio dando entrevista

Mulheres trajadas com vestimenta africana

DIA 15 (SEXTA):

Nesse primeiro dia de Cúpula dos Povos, que está acontecendo no Aterro do Flamengo (Zona Sul do Rio de Janeiro) nos deparamos com várias tendas e estandes, alguns com palestras outros com venda que vai de comida a camisetas feitas com certa  porcentagem de plástico de garrafa pet, vestidos e roupas produzidas pela economia solidária, exposição de fotos, artistas de rua (como o declamador de poemas), etc.

Uma das diversas tendas que haviam

Tenda do Greenpeace, com idéias sustentáveis

Artista declamando poemas

Circulação das pessoas no Aterro do Flemengo

No entanto, a organização do evento foi meio precária para o primeiro dia de Cúpula pelos seguintes motivos:

  • Ciclovia com carros passando;
  •  Ausência de um guia com informações básicas sobre os eventos;
  • Pessoas desinformadas (vinculadas ao apoio do evento);
  • Ausência de um número razoável de pessoas para que pudessem nos informar;
  • Poucas opções de lugar para comer e com um preço pouco acessível.

OBS: Por conta do tema e das propostas do evento, seria mais condizente que houvessem maiores preocupações com alguns dos tópicos citados acima.

Nesse link do site “O DIA” tem informações parciais: http://odia.ig.com.br/portal/rio/eventos-paralelos-%C3%A0-rio-20-conquistam-o-p%C3%BAblico-carioca-1.452760

Bom…é isso ai!seguem algumas fotos da Cúpula!
Beijos,
Clara

INDICO ESTE SITE QUE É SUPER INTERESSANTE: http://rio20.ebc.com.br/memoria/
(Linha do tempo contando a história desde a Eco 92 até a Rio+20)