Dia 19(TERÇA) – Diálogo entre Gerações

No final da manhã do dia 19, inicou na tenda 5, um diálogo intergeracional com grandes personalidades de diferentes idades. A mesa começou com uma índia, a primeira advogada índia no Brasil. Ela comentou sobre os direitos dos índios e da atuação do governo na política dos índios.

“Não é que tenhamos medo da sombra. Nós temos medo da nossa própria luz” – Fernada faz citação de Mandela.

Índia advogada Fernanda

Em seguida, duas garotas jovens, uma do Ceará e outra de Manaus com menos de 17 e 19 anos, respectivamente, contaram a história de suas vidas e como trabalha os Projetos das quais elas trabalham. Uma delas, a Damares, trabalha na Reguma que promove diversos projetos na área social e ambiental.

Damares,17, conta sua história

Outras presenças como a de um argentino, a de um francês e a de um americano também marcaram o diálogo. Cada um contou sua experiência e a áreas de atuação que seu campo detrabalho, projeto ou ONG atua. Ainda Neca, uma doutora em psicologia da educação na PUC comentou sobre  a importância da educação ambiental no mundo e como ela influencia na vida dos cidadãos.

Educadora Ambiental Neca

Além dessas presenças, dois senhores contaram suas histórias. O primeiro de 68 anos, criador da Abrinq, participou da derrubada Collor e acrescentou: “Todo processo de transformação começa com poucas pessoas que acreditam no impossível. É sempre assim, até porque se começasse com muitas pessoas, a mudança não aconteceria ela já estaria feita. É assim com tudo e é de pouco em pouco que se conquista as coisas.”

Criador da Abrinq contando sua história

Uma holandesa, que participou da segunda Guerra Mundial, também contou sua história e sobre o holocausto e o Governo Nazista. Contou sobre a repressão dos judeus em seus país e falou de como isso influenciou no seu desejo e vontade de mudar o mundo. Desde então ela já atuou em países como Indonésia, Índia e China a procura de transformar realidades injustas:

“Nós somos todos uma comunidade global com os mesmos sentimentos e desejos. E todos nós temos as mesmas responsabilidades com o planeta”.

Holandesa contando sobre o Holocausto

A palestra seguiu-se com uma indiana físca que atua atualmente na parte social na ìndia e ainda por mais um líder índio que discursou sobre seus direitos. Além disso, teve uma apresentação dos índios Potiguaras.

Apresentação dos índios Potiguaras

O diálogo foi finalizado com Heloísa Helena e Marina Silva. Ambas deixaram a mensagem que:

“É necessário ser sonhador e não pragmático e realista.” Caso elas fossem realistas e olhassem ao seu redor pensando do modo racional, seriam apenas mais garotas das estatísticas que sofrem com a prostituição, a miséria e o abandono por parte do marido. Sendo sonhadoras, elas foram muito longes.

Mulheres assistindo o “Diálogo entre Gerações”

OBS: Videos com as falas de cada um serão editados e postados posteriormente!

Abraços, Gabriela Rosa

Anúncios

Uma resposta em “Dia 19(TERÇA) – Diálogo entre Gerações

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s